click at this page Como localizar telefone e endereço Rastreador gps para celular download click the following article read more Como localizar Sistema Apps espiao para windows phone Baixar programa Reviews on mobistealth Espia de celulares para blackberry Aplicativos espiao gratis Mobile spy no jailbreak read more Spy app without target phone Rastreador de Espionar celular gratuito more info Aplicativo para rastrear celular pelo numero Como puedo Como espionar conversas do whatsapp de outra pessoa Rastrear celular samsung galaxy young Rastrear iphone Download spybubble trial version Como rastrear un celular entel Programa Free iphone Iphone 6s imessage spy Descargar Como funciona Aplicativo de rastreamento para o celular Camara click see more Software espião Como rastrear meu celular samsung galaxy young Como espiar telefonos celulares gratis Www spybubble android 4 radio apk Rastrear Escuta telefonica para celular spy camera phone charger zeus keylogger download erfahrungen handyortung kostenlos

Onda Latina

terça
27.Jun 2017
Início
Hora da verdade – Rio 2016 PDF Imprimir E-mail
Escrito por Jamil Alves   
17-Ago-2016

a.jpgSete anos antes, em 2009, eu fui contra a ideia de o Rio de Janeiro sediar a Olimpíada e, sim, torci o nariz quando a candidatura do Rio finalmente desbancou a de Madri e foi a escolhida – e isso não quer dizer que me falte amor pelo Rio, patriotismo ou gosto pelo esporte; foi apenas o meu feeling me dizendo que o famoso jeitinho brasileiro de fazer tudo no improviso da última hora seria incompatível com as estritas regras do COI, o Comitê Olímpico Internacional – tudo isso agravado pelo espanhol com fonética carioca de Eduardo Paes, que me trouxe os calores e os rubores da vergonha alheia... Quem não estava em outra galáxia e acompanhou o mar de notícias temerárias a respeito da organização dos Jogos de 2016 vai me dar razão.

 

Em sete anos, o país mudou muito, e as melhores expectativas não se cumpriram. Ou, talvez, não tenha mudado o país, mas sim a forma como o percebíamos. Acostumados a sucessivas crises, no século XX vimos no Brasil a economia influenciando diretamente a política. A crise que vivemos agora nos impôs uma importante novidade, uma nova lógica: desta vez, foi a (lambança) política que influenciou a (nossa frágil e fechada) economia.

Os Jogos Olímpicos costumam trazer benefícios às cidades que os sediam. Barcelona é um caso emblemático. Muitos dizem que existia uma Barcelona antes de 1992 e outra pós-1992 – não posso opinar com propriedade quanto a Barcelona porque só conheço a cidade linda, vigorosa e pós-olímpica. Exemplo oposto é Atenas, que sediou os Jogos de 2004, e que agora tem na antiga vila olímpica e num aeroporto desativado dois grandes abrigos degradados para refugiados sírios e afegãos, tentativa do restante da Europa de virar as costas para esse importante e triste problema humanitário. Portanto, ser sede olímpica não implica, necessariamente, benefícios. Então, é questionável se o custo de fazer uma Olímpiada é de fato viável e se o legado é recompensador.

No caso do Rio, no entanto, ainda não consigo ver o antes e o depois, não sei se eles terão tanta diferença assim – se é que terão diferença e, em caso afirmativo, se será positiva. Única certeza é que sediar uma Olimpíada atrai todos os olhos do mundo para a cidade-sede e para o país. Ou seja, nossas qualidades estarão sendo vistas com lente de aumento, mas nossas mazelas, comumente “varridas para baixo do tapete”, também.

Em 2014, com a Copa do Mundo FIFA no Brasil, comecei a desconfiar ainda mais de que o “tal legado olímpico”, no caso do Rio de Janeiro e do Brasil, seria balela. Sim, porque também existe um suposto “legado da Copa”. No caso de São Paulo – para falar apenas da cidade-sede que conheço melhor – o legado foi pífio. Tirando a entrega do Itaquerão, que não melhora a vida do cidadão comum em nada, pouco ou quase nada foi feito na cidade. Extensões e novas linhas do sistema metroviário não só não ficaram prontas a tempo para a Copa como ainda não estão prontas hoje. Pior: já se fala em 2021, quando terá terminado a Copa, a Olimpíada, a década e, espero, a nossa passiva paciência.

Saindo do âmbito das atribuições do governo estadual, alguém se lembra do trem-bala? Não, não falo da eterna promessa do político Levy Fidélix. Falo do trem-bala que ligaria Campinas ao Rio de Janeiro, passando por São Paulo, prometido pelo governo federal, encabeçado pelo então presidente Luís Inácio, com recursos do Plano de Aceleração do Crescimento, o PAC (e, com o crescimento irrisório que se viu, impossível não aventar a possibilidade de que “corrupção” talvez seja a palavra certa para o cê da sigla).

A abertura dos Jogos do Rio, ainda que não tivesse sido linda, já teria valido pelo desfile da bela Gisele Bündchen sobre as linhas de Niemeyer. O escritor Ruy Castro, certa vez, definiu da melhor forma o que a modelo desperta em nós: “Nunca falei com Gisele ao telefone – nem sei como é sua voz – e sequer trocamos um e-mail. Estamos terrivelmente em falta um com o outro, embora ela não saiba disso e o prejuízo seja só meu”. No fim das contas, é isto: Gisele nos encanta porque é a moça que poderia estar deitada na toalha ao lado ou aquela garota que aguarda para comprar ingressos na fila do cinema, mas, ao mesmo tempo, é também a diva formidável cujos passos parecem marchar não na terra, mas no ar.

Sim, continuamos em meio a uma das maiores crises econômicas e políticas da nossa história, e as nossas desigualdades e mazelas sociais e educacionais continuam como sempre estiveram, agudas e muito presentes em nosso cotidiano. Mas o levantamento dessas questões não invalida nosso desejo e capacidade de celebrar o fato de sermos os anfitriões de uma festa mundial, na qual o esporte manda sua mensagem de união e paz. Todas essas contradições cabem, para o bem e para o mal, em nosso jeito de ser. E isso é parte de nossa potência, é o Brasil idiossincrático que surpreende o mundo.

 

Atualizado em ( 18-Ago-2016 )
 
< Anterior   Seguinte >

Enquete

Qual é o seu ritmo latino predileto?
 
Newsletter
Receba as novidades da Onda Latina no seu e-mail.
E-mail

Nome

Sobrenome

Cidade


 

Usuários On-line