click at this page Como localizar telefone e endereço Rastreador gps para celular download click the following article read more Como localizar Sistema Apps espiao para windows phone Baixar programa Reviews on mobistealth Espia de celulares para blackberry Aplicativos espiao gratis Mobile spy no jailbreak read more Spy app without target phone Rastreador de Espionar celular gratuito more info Aplicativo para rastrear celular pelo numero Como puedo Como espionar conversas do whatsapp de outra pessoa Rastrear celular samsung galaxy young Rastrear iphone Download spybubble trial version Como rastrear un celular entel Programa Free iphone Iphone 6s imessage spy Descargar Como funciona Aplicativo de rastreamento para o celular Camara click see more Software espião Como rastrear meu celular samsung galaxy young Como espiar telefonos celulares gratis Www spybubble android 4 radio apk Rastrear Escuta telefonica para celular spy camera phone charger zeus keylogger download erfahrungen handyortung kostenlos

Onda Latina

sábado
19.Ago 2017
Início
Longa Vida ao Vinil PDF Imprimir E-mail
Escrito por Bento Andreato   
06-Mai-2017

bento_andreato_-_arquivo_pessoal_-_divulgacao.jpgPara muitos o som dos antigos LPs (Long Play) tem muito mais qualidade do que as atuais reproduções digitais. Para outros ele nunca perderá a majestade, toda a liturgia que o acompanha torna a experiência de ouvir música um momento único. Para alguns jovens ele está na moda e é motivo de descobertas fascinantes.

Criados na década de 1940, os discos conhecidos também como “bolachas” foram a matriz musical durante praticamente 5 décadas sendo substituídos pelos “compact discs” os conhecidos CD’S quase no final da década de 1980.

A partir daí uma revolução digital entrou em cena, com a chegada da internet a maneira das pessoas consumirem música migrou das plataformas físicas para as digitais. Um exemplo disso é a queda constante no número de vendas dos CD’s físicos e o aumento exponencial de plataformas de música digital como o Spotify, Deezer e Soundcloud.

 

Aqui no Brasil as décadas de 1960, 1970 e 1980 foram a mina de ouro de grandes gravadoras como EMI, Polygram, BMG que faturaram milhões e milhões de reais com a venda dos LPs. Artistas consagrados vendiam centenas de milhares de cópias, sempre almejando o famoso “discos de ouro”, que garantia lugar no hall da fama da música.

Foi nesse cenário que nasci, com a presença de muitos discos em casa, vinis para todo lado. Meu pai é um dos maiores ilustradores de discos, não só na quantidade como na qualidade, modéstia a parte. Elifas Andreato é até hoje referência quando se fala em capa de disco no Brasil. Das clássicas capas que fez para artistas como, Chico Buarque, Elis Regina, Martinho da Vila, Paulinho da Viola, João Nogueira, Clara Nunes, Rolando Boldrin, Renato Teixeira e, até as capas de CDs que vem fazendo até hoje.  No ano passado, 2016, assinou mais de 10 capas incluindo artistas como Tom Zé, Martinho, Zeca Baleiro, Vanusa, Toquinho, Rolando Boldrin, entre outros.

Uma longa relação tenho com os vinis, eles para mim nunca saíram de moda, ainda bem! Nem para muitos outros apaixonados pelas queridas bolachas musicais que, de uma mistura de plástico, cera e outros materiais emite um som perfeito, já imaginaram como isso é possível? E aquela sensação de colocar ele na vitrola e ter que levantar para mudar o lado? Sem falar do tamanho das ilustrações.

Os discos (vinis) nunca sairão de moda! Quase saíram de circulação, devido a baixa procura e custo de fabricação. Mas um dos motivos para não saíssem foi a permanência de tiragens mínimas para DJs que queriam fazer seus bailes e rodar suas bolachas. Nesse ambiente surge um outro fator importante, o movimento Hip Hop, os Rappers, que até hoje mantêm a tradição de prensar os LPs para que seus DJs toquem. Foi aí que surgiu uma nova janela para que jovens, que nasceram sem a presença dos discos em casa, pudessem ter contato e passassem a admirar o som do vinil.

E agora entra a mais recente parceria e presença do vinil na minha vida, quando fomos procurados por Criolo, artista que circula no Rap e no Samba, para que o Elifas fizesse uma capa de disco para ele. A capa será a embalagem tanto para o CD, quanto para o LP, que serão lançados até o meio do ano. Graças a esse movimento dos Rappers e da militância de alguns, os LPs são hoje produto de luxo, alguns chegam a custar quinhentos reais, as fábricas foram reformadas e reabertas, os jovens estão frequentando as feiras de usados e o mundo da música feliz em ter seu mais charmoso integrante de volta na cena cultural.

Vida longa ao velho e bom vinil!

Sobre Bento Andreato

Curador cultural e especialista em economia criativa. Pós-graduado em design estratégico pelo Instituto Europeu de Design e sócio da Andreato Comunicação e Cultura. Filho do famoso designer gráfico e ilustrador brasileiro, Elifas Andreato. Ao longo dos últimos 20 anos desenvolveu projetos em diversas plataformas - impressos, exposições, web e audiovisual - no cargo de diretor executivo e captador de recursos. Com destaque para os projetos: Série de fascículos "História do Samba" e "MPB Compositores" para a Editora Globo; Almanaque Brasil de Cultura Popular; Exposição BOSSA 50 na Bienal de São Paulo. Realizador de mais de 30 projetos gráficos para CDs de artistas como: Zeca Pagodinho, Paulinho da Viola, Dona Yvone Lara, Martinho da Vila, Tom Zé, Zeca Baleiro, Beth Carvalho. Colunista da BandNews FM, em 2012, com o programa Brasil Criativo. Diretor artístico de shows dos artistas Rappin Hood, Yvison Pessoa, Martinho da Vila, Tunico da Vila, Thobias da Vai Vai, Germano Mathias, Oswaldinho da Cuíca, Salgadinho. Foi consultor no álbum de samba do cantor Criolo.
Atualizado em ( 06-Mai-2017 )
 
Seguinte >

Enquete

Qual é o seu ritmo latino predileto?
 
Newsletter
Receba as novidades da Onda Latina no seu e-mail.
E-mail

Nome

Sobrenome

Cidade


 

Usuários On-line