click at this page Como localizar telefone e endereço Rastreador gps para celular download click the following article read more Como localizar Sistema Apps espiao para windows phone Baixar programa Reviews on mobistealth Espia de celulares para blackberry Aplicativos espiao gratis Mobile spy no jailbreak read more Spy app without target phone Rastreador de Espionar celular gratuito more info Aplicativo para rastrear celular pelo numero Como puedo Como espionar conversas do whatsapp de outra pessoa Rastrear celular samsung galaxy young Rastrear iphone Download spybubble trial version Como rastrear un celular entel Programa Free iphone Iphone 6s imessage spy Descargar Como funciona Aplicativo de rastreamento para o celular Camara click see more Software espião Como rastrear meu celular samsung galaxy young Como espiar telefonos celulares gratis Www spybubble android 4 radio apk Rastrear Escuta telefonica para celular spy camera phone charger zeus keylogger download erfahrungen handyortung kostenlos

Onda Latina

domingo
07.Ago 2022
Início
Conversa no Facebook ao estilo Raymond Queneau PDF Imprimir E-mail
Escrito por Umba Hum   
09-Dez-2021

emojis_-_franklin_valverde.jpgNarrador, in off - Andrada postou no Facebook:  “Esses intelectuais de esquerda que apoiam Lula ficaram quietos, se calam, não questionam, nem se manifestam para questionar, ou explicar o gesto dele ao lado de Alckmin. Isso prova o que é o poder lulista: calar a crítica de esquerda.... No inverno de 1077, o imperador Henrique IV fez peregrinação a Canossa, curvou-se perante o papa Gregório VII, que o excomungara”. (D. MAGNOLI). Sábado, às 14:00.

Narrador, in off. Petra e Mathias curtiram.

Mathias: - Muitos intelectuais de esquerda fazem oposição a Lula. Mas não são ouvidos, não chamam a atenção na grande mídia. Magnoli não passa de um bobo da corte com pose de inteligente rsrs. Sábado, às 14:01. 

Andrada: - É idiota útil, mas no caso não falou besteira. Há algo substancial no que disse. Sábado, às 14:02.

Mathias: - Falou só bobagem. Nada de importante. Sábado, às 14:04.

Mathias- Truísmo, truísmo. Nada além de truísmo. Sábado, às 14:04.

Andrada: Vc leu direito? Ora lá rsrsrs... Sábado, 14:10.

Mathias: - Pois sim, claro que li. Só truísmo. Sábado, às 14:11.

Mathias - A crítica de um reacionário como Magnoli é cínica. Pois convém à extrema direita, vinda de um cara da direita que saiu da esquerda. Um ex-trotskista... Veja só, da libelu aos braços do fascismo.  Sábado, às 14:12.

Mathias – Ele tá dizendo pra extrema direita que a esquerda morreu. Isso de o ponto de vista da direita, ou seja, um afago para bolsonaristas. Sábado, às 14:13.

Mathias – O grupo político com quem ele se alia é podre. E ele fica com gracinhas, ar de seriedade, independência de pensamento. É pau mandado! Escreve o que agrada ao chefe. E tem o empreguinho dele pra falar bosta. Sábado, às 14:15.

Andrada – Certo, mas a prerrogativa ad hominem multiplica os demônios, como diria a navalha de Occam. Vejamos, ele tem espaço para criticar a esquerda, um espaço que já foi monopolizado pela esquerda. Isso só acontece porque a esquerda perdeu esse espaço. O poder não fica vazio e como ele há outros, o Villa, o Azevedo, o Pondé ocupam um espaço que não é ocupado pela esquerda... E, mais, ele não afirma que a esquerda morreu, mas seu senso crítico, por isso não se manifesta ao ver Lula e Alckmin de mãos dadas. Vc está agindo com má vontade, está sendo injusto com o Magnoli. Sábado, às 14:30.

Mathias – Não há vazio de poder a ser ocupado, a esquerda nunca teve esse poder que vc tá falando. Esse é o mito criado pela extrema direta pra dizer que a imprensa é toda canhota. No pejorativo, pra ofender. Mas é o contrário, a mídia é e sempre foi reacionária, ou os chefes conviventes com a direita. Por isso faz de conta que não existem intelectuais no PSTU, no PSOL... E abrem espaço pra um Moro que está aí porque o Bolsonaro não sabe brincar com os jogos do poder... Sábado, às 14:35.

Andrada – Ah, sei, acho que agora te entendi! Vc tá com ciúme! É isso, é ciúme porque queria estar no lugar do Magnoli. Rsrsrs.... Sábado, às 14:40.

Mathias – Vamos voltar a Occam, como vc falou sobre a prerrogativa ad hominen... Vc tá multiplicando os demônios. Convém ao chefe colocar um pau mandado pra criticar a esquerda, falando que a esquerda morreu. Um conluio, vigarice dele que aceita e do jornal que o emprega. Eu não tenho ciúme de quem entra nesse joguinho calhorda. Seria coerente e honesto colocar um direitista da extrema direita fazendo crítica, falando que a esquerda morreu. Vigarice. O lance da extrema direita não é falar na Folha, é soltar fake News, é ouvir o tal Allan, o foragido, ou o guru falso astrólogo, também foragido. Mas quando Magnoli ou o Villa escreve, a esquerda fica ressentida. Sábado, às 14:45.

Andrada - Tá bom! Então vc aceitaria o joguinho se o chefe pedisse pra vc atacar a direita? Ciúme, dor de cotovelo. Saí pra lá!!! Hehehe. Ciumento!!! Sai com essa dor de cotovelo pra lá!!! Hehehe. Sábado, às 15:00.

Narrador: - Ótimo texto do Magnoli. As referências históricas são oportunas e, mesmo que ele tivesse outra intenção, esclarecem a simbologia no gesto Lula/Alckmin. Mas, a se pensar no quadro direita/esquerda, a aproximação de Lula à direita é uma adesão à direita contra a extrema direita? Ao recorrer à história, o texto do Magnoli podia ter lembrado de dois momentos da Segunda Guerra, o Pacto Ribetrop/Molotov e, em seguida, o desfecho da Guerra, com o Exército Soviético, ao lado dos aliados, ocupando Berlim. Stalin nos dois momentos teria abandonado o comunismo? Parece nonsense pensar o contrário. Pensar que a movimentação de Lula à direita significa um Lula à direita tem sentido parecido, mas, sem que tenha essa dimensão, é o que o texto de Magnoli sugere. É preciso então rever com cuidado os manuais de história. O imperador do Sacro-Império Romano Germano, como a história também registra, com seu gesto se curvou menos ao Papa do que Magnoli parece sugerir. Se o texto de Magnoli “esquece” certas implicações históricas, por outro lado, exige, sim, que intelectuais de esquerda não se escondam. Mas aqui, também, Magnoli podia ser mais assertivo. Daqui a 50 anos, intelectuais como Vladimir Safatle não serão mais que hoje um Oliveira Vianna. Ver mais. Sábado, às 15:30.

Prado – Já falei aqui e vou repetir. Não consigo ver hoje um intelectual de direita respeitado apoiar MORALMENTE um regime como o de Pinochet, no Chile. Agora, vejo por outro lado que muitos intelectuais de esquerda não fazem a menor cerimônia para se emporcalharem dando seu apoio moral à ditadura Maduro Moros (o moros no maduro é terrível rsrs...) na Venezuela. Parece que alguém devia ensinar, para certa esquerda supostamente pensante, que Realpolitik não é papo para intelectuais com lero lero teórico e sim para governos. A Realpolitik não é um atestado de legitimidade moral. Mas quando um intelectual defende o Maduro, ou quando um pulha como o  Noam Chomsky diz que as denúncias sobre os crimes contra a humanidade cometidos pelo Khmer Vermelho no Camboja eram invencionices do NYT... Bem, isso é atestado de burrice e legitima o genocídio. Ah, sim, não digo que o astrólogo seja sério rsrss. Ver mais. Sábado, às 16:00. Editado. Mathias – Para fazer uma crítica com coerência um direitista diria algo como: “Vejam as coisas, esses petistas são como nós”. Se não, é puro cinismo. Sábado, às 16:01.

Mathias -  Olha só, o Khmer Vermelho era apoiado e foi sustentado pelos EUA, pois era anti-vietnamita e antissoviético. Segura que o filho é teu. Sábado, às 16:03.

Narrador: - Caros, o pensamento por vezes me confunde. Sinto muitas vezes nas ideias querer omelete sem quebrar ovos. Se algum intelectual de direita sério imagina Pinochet sem Allende, ele não é sério, brinca de faroeste, como criança. Recomendo a leitura de Formula para o caos, do Moniz Bandeira. Uma leitura para quem não quer ficar com sentimento de culpa e achar que entre Allende e Pinochet havia, digamos, solução mais humana para o Chile. Alguém falou em Realpolitik. Pois é, isso não é assunto para quem acha que o mundo é divido em mocinhos e bandidos e, claro, EU sou o mocinho. Ver mais. Sábado, às 18:00.

Narrador, in off: Pedra curtiu Andrada.

Pedra – “Para fazer uma crítica com coerência um direitista diria algo como: ‘Vejam as coisas, esses petistas são como nós’. Se não, é puro cinismo”. Não, Mathias, não é bem assim, não. O PSDB, qdo foi governo, se aliou com outros partidos para justificar a governabilidade e foi criticado por isso. Lembra o grito do PT, fora FHC!! O que vc tá querendo é dizer como a crítica deve ser feita. Isso é presunção. Se colocar do lado do bem e dizer: é assim que deve ser feito. Ora, é muito lero em torno do Demétrio Magnoli, que não merece tanto e deve se divertir, pois só quis dizer que: a) fazer concessões em política é mais velho que a Sé de Braga; b) a imagem é mais importante que a aliança em si. Intelectuais no PSTU ou no PSOL dizem a mesma coisa que o PT dizia há 30 anos. O PCB dizia  a mesma coisa quando foi criado. A esquerda se repete há 100 anos. A esquerda sempre teve jornais e agora sites para divulgar o que suas “cabeças iluminadas” pensam. Mas tudo é lido só pela militância, que quer ouvir sempre a mesma coisa. Ah, e não vamos esquecer que o Florestan Fernandes escrevia na Folha. E na Folha ele defendia o regime cambojano. Quem lembra disso hoje? Ver mais. Sábado, às 18:30. Editado.

Andrada – Caramba!!! Eu não sabia da simpatia dele pelo Pol Pot... Isso é verdade mesmo? Sábado, às 18:31.

Petra -  Sim, não era o foco dele, mas escreveu defendendo o turma do Khmer... Sábado, às 18:32.

Petra – Qdo enganava que fazia ciência, Florestan falava com a Rádio Moscou e pedia benção rsrs... Sábado, às 18:33. 

Andrada – Floresta na verdade queria ficar em paz com tantas correntes do materialismo histórico. Aí ele se esconde com uma escrita bastante complexa, que ninguém entende porque muito hermético. Sábado, às 18:35.

Petra -  Hermético e complexo???? Vc é generoso com ele rsrs... Sábado, às 18:36.

Mathias – Petra, qdo o PSDB esteve no poder não teve nem 1% das críticas que o PT recebeu por suas alianças. Comparar é cegueira ou brincadeira. Sábado, às 19:00.

Narrador: - Pelo que vejo não há paciência para tanto, mas se houvesse veriam como a dispersão é um bom recurso retórico para se fugir do assunto. Qual é mesmo o tema da DISCUSSÃO? Não sei. No que se supõe haver acordo? Não sei. Logo, a discussão termina e quem falou em Realpolitik fica a ver navios naquilo que escreveu. Pois, quando se escreveu, lá atrás, o caminho era o texto do Magnoli. Mas, mas, mas..., ficou o assunto, ou tomou rumo aleatório. Ver mais. Sábado, às 19: 10.

Petra: - Lula devia dar uma de Greta Garbo, se o seu ego não fosse imenso. Sábado, às 19:30.

Andrada: Petra tá pedindo demais: Greta Garbo é muito para o molusco. Que tal Dercy Gonçalves ... rsrs. Sábado, às 19:31.

Petra – Mathias, vc está sendo autoritário, está impondo o monopólio da crítica. Ninguém tem o monopólio da crítica. Você devia saber disso. Na democracia, a esquerda joga com a direita. Quem é de extrema esquerda pula fora e funda um novo partido, que é “realmente” de esquerda. Numa revolução a esquerda também se aproxima da direita, e quem ficar descontente vai pra prisão. Ver mais. Sábado, às 22:00.

Andrada: - Ou perde o pescoço na guilhotina, como Babeuff! Sábado, às 22:01.

Petra: PSOL, PT no poder não faz diferença com relação aos métodos. Sábado, às 22:12.

Calabar – Esse papo de ideologia de esquerda é conversa fiada. Jogo de cena de intelectuais que pertencem à elite, não tem o poder e querem tomar o poder. Aí qualquer justificativa vale. Serve pra atiçar a militância, que não passa de gado. Para essa elite de esquerda caviar o que lhes der poder é válido. Lula é só bucha de canhão pra tropa de ocupação. Ontem, às 03:33.

Calabar: - Patético é ver como a canhota “ortodoxa” se comporta. De uma pureza como a de uma virgem num convento. Fechada na cela só Deus sabe o que acontece... Ontem, às 03:36.

Rego – O socialismo é o ópio dos intelectuais rsrs... alguém já escreveu isso. Ontem, às 10:15.  Narrador, in off: Andrada postou link do google... pdf de Raymond Aron.

Narrador, in off: Rego, Tadeu, Bernadete, Gracinda, Octavio curtiram Andrada.

Narrador, in off: Mas, sim, sim, sei, a discussão no Facebook...; Canossa, Henrique IV, o Papa e Lula/Alckmin; um tanto Queneau, um tanto de jogo entre significante e humor. Como são belas as criaturas que estão aqui, Oh! Admirável mundo novo em que tantos falam,,,

  
Atualizado em ( 09-Dez-2021 )
 
< Anterior   Seguinte >

Enquete

Qual é o seu ritmo latino predileto?
 
Newsletter
Receba as novidades da Onda Latina no seu e-mail.
E-mail

Nome

Sobrenome

Cidade


 

Usuários On-line